Quinta-feira, 27 de Março de 2008

Coração fechado...quais as razões?

Aproveitando um dia profissional mais calmo, heis q me apetece focar um assunto q quase ninguem quer investigar nem se preocupar...quando as pessoas decidem fechar seu coração.Talvez só as pessoas q sejam como eu com um coração aberto ao amor nao se importem de modo algum de falar nisto e porque normalmente são sempre quem sofrem com amores de corações fechados...tristes.

 

 

 

Todos nós temos uma história, um passado.Todos nós temos segredos intimos, situações q guardamos bem fundo, q queremos esquecer, apagar da nossa memoria.E é normal q assim seja, é correcto usarmos as nossas defesas para enterrar assuntos q não nos façam sentir bem e para seguirmos em frente é melhor q assim aconteça.

O problema são as pessoas q com o tempo vão ficando desligadas do amor, vão vivendo dia a dia concentradas noutros objectivos e quase nem se lembram de como é sentir o amor novamente.Talvez porque sofreram imenso no passado ou talvez ficaram exigentes a um nivél q será quase impossivél de alcançar.São realmente corações fechados q por esta ou aquela razão se fecharam e dificilmente se vão abrir novamente e o medo acaba por não deixar q isso aconteça.

Mas e o q acontece quando um coração fechado tem a hipotese de se abrir? Aqui será o problema.Simplesmente porque a primeira reacção será nem pôr isso como opção, tentar ignorar, fugir dessa possibilidade.Até aqui tudo bem, vai conseguindo aguentar a pressão e a maior parte das vezes até consegue sacudir isso do horizonte...mas...nem sempre aguenta as investidas de outro coração q ama com força e quando surge uma pequena duvida, tudo muda...abre-se uma brecha.

O coração fechado q esteve até aqui estavél e quase indiferente ao amor entra num conflito dramatizante, ve a hipotese de gostar de alguem de voltar a amar, mas o medo, o receio e até muitas vezes as recordações e inseguranças do passado não deixam clarificar uma decisão objectiva e com coragem, uma decisão contra tudo aquilo q até aqui defendeu...uma calma aparente.

E agora? como vai essa pessoa reagir? continua a negar q pode amar? foge de tudo? Isso até pode acontecer e na maior parte das situações vai mesmo fazer isso tudo, tapa-se outra vez e vai viver para sempre com a pergunta na sua cabeça: o q teria acontecido se eu tivesse arriscado?.....

Viver no futuro com essa duvida para sempre no seu pensamento deve ser angustiante, sinceramente eu nao seria capaz, continuo a ser como sou mesmo sabendo q no fim fico mal ou q sofro mas ao menos nao vivo a minha vida com duvidas e com arrependimentos do q não fiz, fico sempre com a consciencia tranquila de q tentei, lutei, fiz o q sentia de uma maneira pura e verdadeira....o meu coração estará sempre aberto, quase como um cavaleiro q depois de ter perdido uma batalha, volta ferido, limpa as armas e aguarda por outra batalha até morrer e acabar tudo.

A quem prefere fechar o q de bom tem em si, o amor q tem para dar, eu aconselho...sejam como eu, encarem, mesmo chorando no fim, vão á luta sem medo e sejam completos na sua consciencia....

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

sinto-me: Chateado
publicado por Lonely Wolf às 19:40
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 23 de Março de 2008

Estou a crescer...

Quando estamos a passar por fases menos boas da nossa vida em q tudo parece ser mau tentamos de alguma maneira lidar com isso e encarar as coisas como aquilo q a vida nos dá...seja bom ou mau.No fundo aceitar, lidar com elas e aprender, usar a experiencia para levantar a cabeça.

Ainda a recuperar de algo q atingiu este coração de manteiga aqui ando dia a dia a fazer pela vida.Um novo amor podia ser bem vindo mas um amor não correspondido seria péssimo....ou não !

Foi fantástico ter a noção plena q afinal estou mais perspicaz naqulio q dizem ser maravilhoso....o amor! Depois de ter a fatidica experiência de perder alguem q amei durante 8 anos consegui acumular em mim alguns "poderes" para ser mais rápido a ver por antecipação o q me iria acontecer num amor q eu ainda tive alguma esperança.

Não fiquei chocado nem surprendido simplesmente porque lia todos os dias nas entrelinhas das acções de alguem q eu pensei ser a "tal"....aquela q eu sei q poderia amar e abraçar e fazê-la feliz todos os dias.Pequenos pormenores q me diziam claramente q não podia haver mais do q uma amizade...deu para ver q estou mais experiente num campo q é sempre muito subjectivo.

Se durante 8 anos fui absorvido pela rotina q me fez perder o descernimento para reparar em certas coisas, agora estou perfeitamente apto aos pontos ocultos do amor, consigo ver aquilo q antes nao via ou q inconscientemente tentava ignorar.

Posso dizer q mesmo durante os dois ultimos meses houve momentos bons q consegui aproveitar e guardar nas prateleiras das emoções positivas, tais como, o seu olhar, o seu sorriso, a sua companhia, a sua voz, o seu abraço....junto ao mar.Foi óptimo e nunca o esquecerei.

No fim destes episódios acho q o paulinho está defenitivamente a crescer...não é a desaparecer como pensava no inicio....apenas a crescer.Sinto-me mais homem, mais forte e um pouco mais frio.Isso tinha q acontecer, mais tarde ou mais cedo seria inevitavél, a vida assim nos vai fazendo a pessoa q iremos ser no futuro, a questão será estarmos bem equilibrados....um pouco de tudo em nós seria quase uma perfeição divina.

Para mim já não existe fundo, apenas existe um ponto de partida para viver a vida dia a dia com vontade, não pensando demasiado em pormenores q nos desgastam e não nos levam a lado nenhum.Tenho quase a certeza q nunca ficarei com alguem apenas por ficar, ou amo e sou amado ou então estarei sozinho até morrer e hoje sei q já não tenho medo, a solidão tem tambem lugar no meu coração e simplesmente porque eu  já não tenho medo.

Nada me mete medo e se assim está escrito....assim será!

 

sinto-me: Apto a viver
tags:
publicado por Lonely Wolf às 23:48
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 1 de Março de 2008

Eu e o meu cigarro...

É interessante pensar q pequenos momentos q normalmente não damos valor afinal são importantes.Mas talvez só mesmo quando esses momentos são puros e livres de maus pensamentos consigam dar origem a algo intimo e profundo.

Um desses momentos q eu dei conta, foi quando fumava um cigarro, um momento q qualquer um de nós pode ter sempre q queira, sempre q precise...

 

 

 

 

 

Uma noite fria depois de um dia quente neste inverno é sempre uma contradição mas hoje em dia tão normal q já ninguem liga a isso...Hoje é uma dessas noites.Estou só mas livre, estou bem comigo e com o mundo, sinto-me bem, sinto q a vida tem muito para dar, surpresas q ninguem pode contar na certeza, porque tudo é uma surpresa.

Nesta noite estava a apreciar um momento q parece super normal....o fumar um cigarro! Sim é normal, mas ao mesmo tempo o meu momento.Ninguem se intrometeu, ninguem me disse nada....ninguem apareceu....e foi tão bom!

Foi o meu momento! Dei valor a algo q ninguem dá, fumei o meu cigarro e enquanto isso pensei em tanta coisa da minha vida.Posso adiantar q não olhei para trás, olhei para a frente e adorei o q quero da vida, dei um sorriso daquilo q me espera.Senti-me feliz..

O passado está enterrado, mesmo aquilo q aconteceu de bom está de alguma maneira arrumado, todos esses momentos estão presentes na pessoa q sou hoje, mas reviver isso não adianta em nada para aquilo q quero ainda viver no futuro.

A minha vida no presente começa a estar arrumada, começo a pensar apenas em mim e a sentir uma força interior q até hoje nunca senti.Acho q sou invencivel, q consigo tudo o q quero e o q sinto no coração....e é verdade!

Sinto-me super feliz com o q tenho e com o q sou, há poucas pessoas como eu e com a força q tenho, sei q muitos como eu vacilaram em problemas como os q tive e ....cairam! entraram em abismo.Eu não....venci ! Sou fantástico, sou forte ....sou tudo aquilo q queria ser...forte e seguro contra todos os medos q tinha....já não tenho!

Este cigarro q fumo e q me faz pensar, apenas me deixa num momento de pureza psicológica em q consigo dar valor a tudo o q consegui....voltar a mim e ser eu próprio....O paulinho com o paulo, unindo os dois....sou eu mesmo!

 

beijos ás meninas e abraços aos meninos

publicado por Lonely Wolf às 22:19
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.mais sobre este maluco

.pesquisar

 

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.recentes e antigas

. Coração arrumado...Razão ...

. Sintonias desencontradas?

. Libertação...

. Hoje entendo...

. Saudades de Ti...

. Martinez ou nem isso...?

. Um Amo-te que não esquece...

. Química reciproca...

. Afinal ainda consigo Sent...

. Outra Relação...que morre...

.bolas de nafetalina

. Dezembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Junho 2015

. Março 2015

. Agosto 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Julho 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Agosto 2009

. Dezembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.sites amigos

.Contador da Verdade

Europa Casino
casinos
blogs SAPO

.subscrever feeds