Sábado, 4 de Agosto de 2007

amizades inexistentes....parte II

Quais serão os nossos limites? até quanto conseguimos aguentar uma desilusão? e será q queremos ultrapassar essa desilusão com um perdão rápido e uma resolução q apaga tudo o q aconteceu de mau? e será q somos capazes de lidar com o q virá a seguir, continuar uma amizade como se nunca se tivesse furado os nossos limites?....Limites de desilusões...aqueles q nos atiram abaixo com se de um castelo de cartas de tratasse....



Penso q já escrevi inúmeras vezes sobre as amizades e não quero parecer demasiado repetitivo, mas quando criei este blog não foi de certeza para agradar ou desagradar alguém, apenas escrevo aquilo q me vai na alma e o q mais me agita a cabeça.
Mais uma vez uma desilusão, alguém q esperamos ser amigo mas depois fere-nos como se tivesse uma espada na mão.Transformar este episódio em algo medieval é ainda uma piada, porque sinceramente não tenho qualquer vontade de me rir...Começo a aperceber-me q com mais idade vou ficando mais revoltado e com menos paciência e depois olhando para trás vejo q não será de maneira nenhuma exagero da minha parte.
Antes eu tentava resolver, dava tudo de mim, achava sempre q a culpa seria minha, mas depois disso tudo ainda parecia q eu era o exagerado e q tudo o q dizia era apenas fruto da minha imaginação, agora....não! Já não faço isso e é com enorme frieza q depois de ser atingido no meu orgulho, não tento sequer reaver essa amizade, não penso q tenho culpa, mesmo reconhecendo o meu feitio e faço aquilo q nunca fazia antes....apago essa pessoa da minha vida! Aos poucos "vendo" essa pessoa, como se de um produto velho se tratasse, ou apenas a devolvo como se estivesse com a validade expirada....é verdade!
Não fiquem chocados, acreditem q é melhor assim, até porque quando eu sei q errei sei pedir desculpa e assumir os meus actos errados! mas quando acontece o contrário....acabou mesmo! Mas não pensem q o digo directamente....não! isso também já acabou, vou agindo como se nada se tivesse passado, é verdade....com um sinismo q eu pensava não ter e aquilo q sempre odiei nas pessoas, mas q afinal reconheço q todos nós temos essa faceta, mas q uns não sabem tê-la e outros recusam-se a usá-la!
A única semelhança no desfecho destas falsas amizades ou destas amizades cruas é q antes e agora mexem comigo de uma maneira forte e rigida, fico chateado com estas desilusões, porque se damos tanto de nós será justo sermos enganados assim? simplesmente não acho justo....
sinto-me:
música: pedro abrunhosa
publicado por Lonely Wolf às 20:52
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Ana Raimundo a 5 de Agosto de 2007 às 12:35
olá AMIGO mais uma vez te vou dar uma palavrinha, nunca te arrependas do bem que que dás às pessoas, porque mais tarde nós , teremos em dobro de volta.

Pena há que não haja nesta Mundo muitas e muitas pessoas iguais a ti, embora muito jovem, és uma pessoa que vê a Vida de uma forma muito madura e por isso ficas muito desiludido,´

Por isso tens sempre uma cota a seguir os assuntos que vais abordando com muito interesse. Quando a Cláudia vier da China, és um amigo que eu também gostaria de te conhecer pessoalmente. Beijinhos e até sempre
De Lonely Wolf a 8 de Agosto de 2007 às 18:54
Olá amiga Ana,

fico lisonjeado pelas palavras q deixas sobre mim neste blog, apenas vou deixando aqui os meus desabafos e por vezes reparo q escrevo mais quando estou de mal com a vida do q quando estou bem, mas pronto....são isso mesmo apenas desabafos de coisas banais e até mesmo de chatices estupidas q se calhar ninguem pensa.
Um grande obrigado por tudo e um beijo do tamanho do mundo
De Raquel a 7 de Agosto de 2007 às 21:50
Tal como tinha prometido aqui vai um comentário! Quero felicitar-te por mais uma vez escreveres aquilo que toda a gente pensa, mas nem sempre tem coragem de dizer.
Lamento, que hoje em dia as amizades verdadeiras estejam em vias de extinção. São algo demasiado raro e precioso, às quais as pessoas não dão o devido valor.
Vive-se uma nova era em que o materialismo e a hipocrisia prevalecem sobre os valores morais.
O próximo deixou de ser um ser humano com sentimentos, mas sim um objecto a manipular enquanto for útil " para atingir objectivos cada vez menos dignos. O egocentrismo passou a ser a palavra de ordem.
Alguém uma vez disse-me "ser hipócrita é muito feio, mas dá muito jeito". Esta frase dá que pensar.
Fica bem, e continua a escrever!!!!
De Lonely Wolf a 8 de Agosto de 2007 às 18:57
Obrigado pelas tuas palavras Raquel,

acredito fielmente 100% no q deixaste aqui, infelizmente é aquilo q já falámos é a vida e nao há mto a fazer sobre isso a nao ser ser mais forte e dar a volta por cima.
Bjs grandes

Comentar post

.mais sobre este maluco

.pesquisar

 

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.recentes e antigas

. Coração arrumado...Razão ...

. Sintonias desencontradas?

. Libertação...

. Hoje entendo...

. Saudades de Ti...

. Martinez ou nem isso...?

. Um Amo-te que não esquece...

. Química reciproca...

. Afinal ainda consigo Sent...

. Outra Relação...que morre...

.bolas de nafetalina

. Dezembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Junho 2015

. Março 2015

. Agosto 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Julho 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Agosto 2009

. Dezembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.sites amigos

.Contador da Verdade

Europa Casino
casinos
blogs SAPO

.subscrever feeds