Terça-feira, 3 de Março de 2015

Afinal ainda consigo Sentir

Quase 8 meses passaram desde que fiquei sozinho, isto é...sem ter qualquer relação seria com alguem. E depois dos ultimos meses a vaguear por aí, acho que tenho que fazer um reset ao cerebro ou pelo menos resumir isto, arrumar ideias e esperar que a vida me dê algo mais, porque sempre acontece qualquer coisa.

 

11.jpg

 

Diga-se o que se disser após terminarmos uma relação seja em que idade for torna-se uma travessia no deserto, aquele momento em que parece estarmos drogados e pouco orientados. Andamos por aí, hoje sentimos força, mas amanhã nem por isso e assim sucessivamente.

Tenho uma vida social é verdade, mas começamos a ver que quando a idade dos 40 se aproxima, os nossos amigos ou já têm filhos ou estão casados, têm a vida deles e é normal q assim seja. Então o que acabei por fazer? Bem...não mudei muito de atitude em relação ai que já tinha feito em 2007 quando me divorciei...conhecer pessoas ! 

Hoje em dia 90% das pessoas acabam por andar no mundo da internet, eu sou uma delas. E foi por aí que comecei, tal e qual como há 7 anos atrás. Não vou dizer que é correcto, mas não me vou cruxificar pelas minhas atitudes de "busca", mas posso dizer que é algo que já cansa e a probalidade de haver exito é pouca. Exito no sentido de descobrir aquele Amor que se vê nos filmes e que no fundo todos nós queremos ter um igual.

Assim foi...separei-me em Julho de 2013 e até Novembro já tinha tido 4 mulheres, para sexo sim...para sair, conversar e sexo...No fim era sempre mais do mesmo, só queria sair dali e começar a inventar a desculpa para evitar outra saida. A unica coisa que tenho orgulho é que nunca engano ninguem para ter sexo...sim...não faço promessas de relacao ou casorio ou o que for.Abro sempre o jogo ! Tenho consciencia que ninguem tem de sofrer só porque eu ando...a vaguear por aí.

Em Novembro de 2013 surge algo inesperado...conheço alguem que aos poucos e quase por acaso me suscita curiosidade. Mulher 12 anos mais nova...numa relação com outra pessoa, casada no papel, infeliz, quase de maos atadas para sair de uma vida que só a futilidade e materialismo a fazia compensar o resto. Passado umas semanas surge o primeiro encontro, um café...uma conversa. Olhos nos olhos...sorrisos. Soube bem. Saí dali com a ideia que um anjo estava ali mas que nunca iria olhar para um gajo como eu...baixo..quase careca...mais velho...enfim, todas aquelas coisas que nos tiram a auto-estima. Mas enganei-me....

Fosse o que fosse que lhe dava pelo telemovel ou pela internet, ela aos poucos aproximavasse mais de mim, dizendo que não era correcto sendo ela casada e eu também a ter essa noção decidi...que se lixe ! Quero viver isto ! E assim foi...2º encontro...mais proximos...quando a beijei soube que estava feito num oito...que ia sofrer, mas achei que a minha experiencia e vivencia iria saber controlar tudo isto e sem pensar avancei na mesma. Sempre sem que ela me prometesse nada, os encontros e a intimidade aconteciam com mais frequencia.

Dei por por mim a tê-la só quando dava e conseguia viver com isso, no fundo restos que eu aceitava, sabia bem aquele sms logo pela manhã ou a chamadas que duravam 1h ou mais...Cada vez mais gostava dela e ela só dizia que eu era maluco mas que gostava de estar comigo.

Claro que tudo tem um fim...este foi tragico para mim. Aos poucos os sms diminuiram, as chamadas tambem, até ela dizer que estava cansada de tudo, a pressao em casa era muita, as opcoes de saida era poucas, podia ir para a Mãe dela mas teria que engolir o orgulho sobre uma discusão antiga e viver sozinha com o ordenado que tinha era pouco viavel.

Mas eu tentei ajudar...dar-lhe ideias para vencer aquilo, arranjar outro emprego, ir á luta...mas sem exito. Foi aqui que a perdi...quase 3 meses depois de a ter conhecido.Quando alguem nos diz que gosta mas nao é possivel é pior que dizer que não gosta. No entanto eu só acredito no simples...quando se gosta, gosta-se mesmo e leva-se tudo á frente, sem medos! Porque é assim que eu sou. 

Passaram umas 2 semanas depois disto tudo e foram dificeis...incrivel como a atenção que recebi naqueles meses pudessem ser tão dificeis de perder. Mais do que o carinho...mas a atenção...os desabafos...

Aprendi com isto...claro que sim! Tem mesmo que ser...retirar o bom do mau sempre foi uma das minhas qualidade raras. 

Consegui ver que afinal ainda sinto, ainda consigo gostar, amar... Mas que o futuro será eu dar-me sim mas a quem se queira dar mesmo, sem nada no meio....

E o mais importante...pessoas com assuntos mal resolvidos ou casadas...Obrigado mas não !

publicado por Lonely Wolf às 09:54
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre este maluco

.pesquisar

 

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.recentes e antigas

. Coração arrumado...Razão ...

. Sintonias desencontradas?

. Libertação...

. Hoje entendo...

. Saudades de Ti...

. Martinez ou nem isso...?

. Um Amo-te que não esquece...

. Química reciproca...

. Afinal ainda consigo Sent...

. Outra Relação...que morre...

.bolas de nafetalina

. Dezembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Junho 2015

. Março 2015

. Agosto 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Julho 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Agosto 2009

. Dezembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.sites amigos

.Contador da Verdade

Europa Casino
casinos
blogs SAPO

.subscrever feeds