Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2007

Era uma vez...

...um casal cheio de esperança no futuro, super apaixonados ou q pelo menos viviam uma grande paixão, a novidade daquela relação era fantastica, parecia q tudo encaixava na perfeição e viesse quem viesse ou o q viesse nunca derrubaria aquela paixão louca...

 

 

 

 

Mas o tempo molda tudo, a vida vai-se alterando, as pessoas vão se mostrando, as coisas boas e más vão passando...Este casal q começou a namorar tinha ela 21 e ela 23 eram uns miudos, mas até já tinham imensos sonhos, queriam viver, queriam amar, queriam tudo aquilo q todo o ser humano merece.Até q surge a hipotese desse casalinho bonito se separar, a mae dela ia viver para outro lado e ou ela ia com a mae ou teria q ir para os avós, mas qualquer uma das hipoteses iria afastar o casal do namoro.

O rapaz que a amava loucamente fez-lhe uma unica pergunta: gostavas de ficar comigo? ela respondeu afimativamente e assim foi compraram casa e assumiram uma relação.Foram viver juntos numa bela casinha e aos poucos foram comprando o recheio da casa, com imensos sacrificos mas com grande cumplicidade as coisas foram andando.

Mas parecia q cada vez q tinham algo novo ela queria sempre mais, havia sempre a necessidade material de ter mais....isso não é bom. Até q a palavra casamento surge...

Para o rapaz o casamento era aquilo, uma vida em comum, uma partilha de coisas boas e coisas más, mas não, ela tinha q casar, tinha q mostrar á familia q era a perfeição de neta, de modo algum conseguiria assumir uma relação deste modo.E assim foi casaram...

Um lindo casamento, pago pelos dois, ninguem ajudou, ninguem lhes deu nada, mas era mais um objectivo alcançado, mais uma meta atingida.Depois disto tinham q continuar com objectivos, era quase impossivél não ter.Tudo bem q é bom ter objectivos, mas objectivos seguidos de outros objectivos?? era demais!

Mas o casal lá ia assim andando, aos poucos o rapaz sentia q por vezes ela estava distante, aquele amor aquela paixão não parecia igual, mas tudo bem visto q nada pode ter sempre a mesma intensidade, de qualquer maneira ele muitas vezes perguntava se estava tudo bem, questionava a falta de amor...ela dizia q estava tudo bem! Foi-se criando ali uma desculpa q seria a vida a culpada e continuava tudo na mesma de dia para dia, o rapaz tentava por vezes mudar as rotinas, dizia para ela sair, divertir-se, mas sem exito.Ela dizia q estav abem assim, desculpava-se com o dinheiro, o cansaço ou até falta de vontade.

Bem então aqui o q poderia faltar neste casal? mais um objectivo? pois...mudança de casa! Uma loucura pegada, aqui começaria a maior estupidez q eles iriam fazer, mas pronto era mais uma coisa a ter, tinha q ser, tão cegos q estavam q não viam o mais normal do mundo, já tinham aquilo q muitos não tinham....uma casa! A casa q tinham dava para pensar num filho, e um dia talvez mudassem para outra maior, era assim q se pensava, mas continuavam cegos e não viam q aquilo já não era amor.Assim foi passados 2 anos a tentar vender uma casa e 8 meses há espera da nova casa, lá estavam eles, tinham a casa dos seus sonhos, linda, grande aquilo q poucos irão conseguir.

Se a historia acabasse aqui era um final feliz nao era? pois...isso só em filmes! Como se não bastassem os objectivos concluidos ela ainda queria mais e o rapaz até achava q isso era normal, achava q ela era uma pessoa persistente, com vontade de lutar pelos dois...ele só nao viu q ela nao lutava pelos dois....apenas porque ela já  há muito tempo q não estava satisfeita com a sua vida, tinha então necessidade de colmatar essa falha com outras coisas.

A gosta de água transbordou quando ela quis um filho e tinha q ser naquela altura...mais um objectivo! Isto foi o grande erro, um filho não pode ser algo q se possa tratar assim como uma meta.Se calhar houve mao divina aqui, simplesmente porque as coisas não correram bem, e não houve bebe.

Foi um mau momento na vida deste casal, acaba por ser uma perda muito forte para uma mulher, e o rapaz por mais q tentasse nao conseguia apoiá-la a 100%, mas tentou, levou-a numa viagem, deu-lhe carinho, enfim fez o q a alma deixou fazer.Se calhar não fez mal porque reagiu de outra maneira a um desgosto desses e depois torna-se complicado em ser mais comprensivo e paciente.

Daqui para a frente qualquer um deixaria passar um tempo para depois se tentar novamente a vinda de um filho e foi o q eles fizeram.Mas ela continuava a afastar-se de uma maneira cada vez mais estranha.

Um dia o rapaz descobre q a sua menina linda estava a ter qualquer coisa com outra pessoa...ela negou q houvesse uma relação fisica! Apenas q a outra pessoa a ajudou a ver q já não amava o rapazinho....duas saidas com outra pessoa põe em cheque 8 anos? custa a crer! É q a mulher tem um ponto fraco...custa ser seduzida mas quando o é efectivamente, já não consegue voltar ao q era...muito dificilmente!

O casal ainda tentou, o rapaz sofreu imenso, lutou para não a perder, lutou como nunca tinha feito por ninguem e até ia ganhado....mas não, a recaida durou apenas 2 dias, ela dizia q afinal já não o amava.Mas eu pergunto o q é o amor? o q acham q precisamos para sermos felizes?

Neste casamento o rapaz nunca a tratou mal, em nenhum momento, mas mesmo assim ela decide q não o ama...não...ela já não o amava há imenso tempo, e quando se acabaram os objectivos isso juntamente com a hipotese de ter outra pessoa foi o culminar de tudo.

 

Este casal foi feliz noutra vida e os miudos q eram já deixaram de existir, e tudo o aconteceu com eles nunca se esquece.

 

Agoram meninos olhem em frente porque a vida é um poço de surpresas. 

 

 

publicado por Lonely Wolf às 14:57
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 4 de Dezembro de 2007

Como recomeçar?....

Nem sei bem por onde começar para iniciar uma vida nova, parece q tudo á minha volta é novo, q tenho medo de tudo, dá ideia q há perigo em todo o lado e q as coisas já não acontecem naturalmente.Uma ideia de q tudo parece forçado paira na minha mente e que não há muitas portas para escolher, só olho uma q me dá a ideia de abismo sem retorno, afinal vivi um conto de fadas demasiado perfeito mas super aparente sem o valor real do q signficava....

 

 

 

È triste quando ao fim de 8 anos em q pensamos ter uma vida estavél e com tudo para ser feliz, nos atiram uma pedra grande para q tudo seja desfeito.Mas no meio de tanta emoção triste mais uma vez se prova q o amor tem vertentes boas e más, boas quando tudo começa, aquela curiosidade da novidade e da loucura quase porta a porta com a paixao e más quando um de nós diz q já não há nada, apenas um carinho q se tem por um amigo ou até pelo cãozinho do vizinho porque é querido.

Acreditem q isto não é ser irónico é mesma a pura das verdades, eu sei q tudo o q me aconteceu está ainda muito fresco mas esta ideia q eu tenho não se deve a nada disso, deve-se sim áquilo q faz sentido na minha cabeça.

E agora cá estou eu, sei q fiz as minhas porcarias mas isso fazem sempre as duas partes, mas não deixo de me arrepender de algumas coisas q eu sei q podia ter sido melhor...será q ganho experiência de vida? dizem q sim, aliás todos dizem q sim e o mais giro de tudo é q numa má experiência como esta nós ouvimos tanta gente e tanta opinião diferente q uma coisa vos garanto continuo na mesma...não entendo o porquê de isto acontecer.

Durante a minha vida toda sempre tive alguns medos, e um deles está a acontecer agora a hipotese de estar sozinho, tenho bons amigos e uma excelente família mas o q me mata todos os dias e todas as noites é apenas isso...solidão, não ter o carinho de alguem, por um lado se analisar bem as coisas eu nao tive carinho estes anos todos, era só eu q dava e dei sempre o beneficio da duvida até pq a pessoa em questão tinha problemas de carinho desde o seu inicio de vida.

Agora eu pergunto, será isto uma barreira q Deus me põe para me testar? será q há males q vêm por bem? Será q algum dia me vou rir disto tudo? O q significa isto na minha vida e porquê agora e não 3 ou 4 anos antes?

 

Há muitas mais perguntas q não sei a resposta e se calhar nunca irei saber.

Tenho q agradecer aos amigos q me têm ajudado e pedir desculpa se eu algum dia duvidei deles, agradeço também á minha familia e a uma irmã fantastica q também não soube dar valor e hoje estou feliz por a ter de volta á minha vida.Ela nunca esteve longe mas apenas não a deixava estar ao meu lado, isso agora acabou.

Aos meus tios e priminhas lindas também um grande obrigado, muito me aturaram e me apoiarem imenso.

 

 

 

 

 

publicado por Lonely Wolf às 17:35
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito

.mais sobre este maluco

.pesquisar

 

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.recentes e antigas

. Coração arrumado...Razão ...

. Sintonias desencontradas?

. Libertação...

. Hoje entendo...

. Saudades de Ti...

. Martinez ou nem isso...?

. Um Amo-te que não esquece...

. Química reciproca...

. Afinal ainda consigo Sent...

. Outra Relação...que morre...

.bolas de nafetalina

. Dezembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Junho 2015

. Março 2015

. Agosto 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Julho 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Agosto 2009

. Dezembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.sites amigos

.Contador da Verdade

Europa Casino
casinos
blogs SAPO

.subscrever feeds